Tipos de babosa: conheça os principais

Tipos de babosa: conheça os principais

Você sabia que existem vários tipos de babosa? Isso mesmo, apesar de termos mais conhecimento sobre a babosa da família Aloe Vera, há outros tipos disponíveis e iremos conhecer cada uma delas.

A babosa é conhecida por suas propriedades anti-inflamatórias, por oferecer um ótimo gel para hidratação da pele e dos fios, dentre vários outros. Mas, nem todas as babosas podem ser utilizadas para este fim, por isso é importante conhecer os seus tipos existentes.

Se você gosta de plantas, quer ter uma babosa em casa ou usufruir dos benefícios que ela oferece, continue lendo até o final para identificar a melhor opção para você e não correr o risco de errar. Vamos lá?

Tipos de babosa: você conhece todas elas?

Quais os tipos de babosa? A seguir, vamos conhecer um pouco sobre cada uma das babosas que existem. Assim, não haverá mais dúvidas na hora de escolher a sua. Confira!

Leia também:

Aloe Vera

A Aloe Vera é a mais conhecida de todas as opções de babosas que existem. Ela é a famosa babosa conhecida por suas propriedades curativas, ser um ótimo óleo hidratante, oferecer saúde, beleza e brilho para os nossos cabelos, dentre vários outros benefícios voltados para a nossa saúde e estética.

É possível encontrar a Aloe Vera em diversos produtos cosméticos, principalmente para cabelos cacheados, ondulados e crespos. Afinal, ela é conhecida por oferecer um ótimo relaxamento e ainda hidratar e dar brilho aos fios.

Ela também é muito utilizada para os cuidados com a pele, principalmente para os jovens que sofrem com a temida acne (espinhas) no rosto e em outras áreas do corpo. Por ser uma planta medicinal com propriedades cicatrizantes e anti-inflamatórias, oferece exatamente o que é preciso para tratar este problema na pele.

E você sabia que é possível ingerir o gel que a Aloe Vera possui? Isso mesmo! Através de sucos e vitaminas, é possível criar uma receita super potente e que irá gerar diversos benefícios através de seu consumo frequente.

A babosa Aloe Vera auxilia no combate à prisão de ventre, anemia, gastrite, dentre vários outros problemas relacionados à saúde.

Ela também é a opção de babosa que é mais facilmente encontrada em casas e apartamentos, sendo muito mais comum ser criada nesses ambientes do que outros tipos de babosas.

Você sabia que ela também pode ser conhecida como “babosa barbadenis”? Esse nome quer dizer “planta da imortalidade”. E faz muito jus ao que ela é, não é verdade? Afinal, estamos falando de uma planta que cuida de nossa pele e saúde para que possamos viver felizes e saudáveis por mais tempo.

Aloe Saponária

A seguir, temos a Aloe Saponária. Essa babosa é mais conhecida por ser uma planta pintada, ou seja, possui diversos pontinhos e manchinhas em suas folhas.

Diferente da Aloe Vera, a Aloe Saponária é mais utilizada para decoração de ambientes – ela possui um formato muito bonito e as pintinhas deixam ela ainda mais bela para um bom local aberto.

Ela possui espinhos mais protuberantes e que, mesmo não apresentando riscos, podem machucar se não souber manusear corretamente.

Entre as características semelhantes com a Aloe Vera, a babosa Aloe Saponária também possui propriedades anti-inflamatórias.

Aloe Arborescens

A Aloe Arborescens é a nossa última babosa representada aqui hoje (mas, está longe de ser a última de seus diversos tipos). Ela também possui propriedades medicinais, sendo muito utilizada quando há necessidade de regeneração de tecidos cutâneos.

Ela também possui espinhos, só que mesmo aparentando haver perigo são muito macios. Suas folhas são finas e não tão longas, não havendo pintinhas ou manchinhas nelas.

Todas essas babosas são de origem africana, mas são muito encontradas no Brasil por conta de nossa história.

Quantos tipos de babosas existem?

Hoje, já são registrados mais de 500 tipos de Aloe no mundo inteiro. Apesar de ser quase impossível falar sobre todas elas em detalhes, destacamos aqui as 3 mais conhecidas e mais comuns de serem encontradas em nosso dia a dia.

Você conheceu elas acima, sendo: Aloe Vera, Aloe Saponária e Aloe Arborescens.

Existe babosa venenosa?

Você pode ter ouvido isso em algum lugar, mas acredite: não existe babosa venenosa. O que pode acontecer é você ter contato com uma planta que apresente características parecidas com as da babosa e ocorra certa confusão.

Isso pode acontecer muito facilmente, afinal, estamos falando de uma planta que possui diversos tipos diferentes e que pode muito bem ser confundida com outras espécies.

Por isso, a dica é sempre se atentar ao manusear ou utilizar uma planta sem ter total convicção de qual espécie ela é. Você pode pensar que está lidando com uma babosa com ótimas propriedades, mas estar com um grande perigo em mãos.

Benefícios da babosa

Apesar de suas diferenças, os tipos de babosa possuem seus próprios benefícios. Além de anti-inflamatórias, podem ser uma ótima fonte de hidratação para os cabelos e a pele, ajudar em problemas de saúde como anemia e gastrite e ainda ser uma bela decoração para a sua casa.

Outro uso muito comum, geralmente da babosa Aloe Vera, é utilizá-la para os cuidados com queimaduras leves. Ela ajuda a aliviar a dor e a queimação no local, além de ajudar no tratamento para evitar inflamações e haver uma boa cicatrização.

Conclusão

Você já tinha ouvido falar que a babosa não é necessariamente a Aloe Vera? Apesar de ser a mais comum em nosso dia a dia, sendo a mais facilmente encontrada nos lares e nos produtos que utilizamos, ela não está sozinha nesta família.

Na verdade, a família “babosa” é enorme como vimos mais acima. São mais de 500 tipos espalhados por aí, cada uma com suas características e benefícios diferentes.

E, se você tinha medo de adquirir uma babosa ou utilizar seu gel benéfico para a saúde por conta de rumores, acabou o problema! Como já sabemos, a babosa não é venenosa e pode muito bem ser utilizada para os cuidados com a pele, cabelo, etc.

Adquira a sua babosa, do tipo de Aloe que você preferir, e tenha uma bela planta no alcance de suas mãos.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.